.links

.posts recentes

. A derrota

. Março de 2007. Lembram-se...

. O Estado a que chegámos

. O próximo passo

. Não será um caso de imped...

. O futuro está aí.

. Será que já batemos no fu...

. Uma acção de formação

. Três notas soltas

. Terminar a tarefa

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. (des)informação

. 1º ciclo

. aulas de substituição

. autarquias

. avaliação

. avaliação dos professores

. boatos

. carreira docente

. conselho das escolas

. conselho pedagógico

. dizer bem

. educação para a saúde

. educação sexual

. eduquês

. encarregado de educação

. ensino básico

. ensino secundário

. escola

. escolaridade obrigatória

. exames

. faltas dos professores

. gestão escolar

. horários

. indisciplina

. informática

. josé sócrates

. josé socrates

. manuais escolares

. ministério da educação

. ministra da educação

. política

. políticos

. professores

. programas

. prolongamento do horário

. provas de aferição

. rede escolar

. reuniões intercalares

. sindicatos

. sócrates

. tlebs

. violência nas escolas

. todas as tags

Sábado, 7 de Outubro de 2006

Cursos profissionais

A qualidade  dos orgãos de informação em Portugal, em especial no que se refere notícias sobre educação, é bem patente nestes dois casos: aqui e aqui.

Cada um pode seleccionar a versão que mais lhe agrada.

Informação baseada em ses, em opiniões mal fundamentadas, em números parciais,etc.

Um leitor que não acredite na independência política dos orgãos de informação  será levado a  pensar que uma notícia foi colocada pelo governo e outra pela oposição.

Ainda bem que não é assim!

publicado por Paulo às 09:11
link do post | favorito
Quinta-feira, 5 de Outubro de 2006

Dia do professor

Hoje é o "Dia do professor". A senhora Ministra da Educação apesar de afirmar não dirigir o "Ministério dos professores", não deixa de dirigir um ministério onde trabalham mais de cem mil docentes.

Neste dia esperava-se da sua parte uma palavra positiva em relação aos professores.

 Ao longo dos últimos tempos têm sido muitas as críticas e os ataques que tem desferido contra os professores. Estive atento todo o dia, fiz algumas pesquisas, e não detectei qualquer declaração, feita hoje, que agredisse os professores. As palavras de encorajamento,ou louvor, por mim encontradas   neste dia em que se comemora a função de de ser professor,  proferidas pela senhora Ministra da Educação, estão nas linhas que se seguem.

 

 

 

 

 

publicado por Paulo às 21:51
link do post | favorito

Intenção escondida

Foram hoje conhecidas as alterações que o Ministério da Educação (ME) apresentou à sua proposta inicial para o estatuto da Carreira Docente. Ouvi já vários comentários referindo que não houve alterações significativas.

Em parte concordo. No que diz respeito à Carreira Docente não se verifica qualquer mudança em relação à proposta inicial. Apenas pequenas alterações que não atenuam em nada as divergências entre a Ministra da Educação e os professores.

Há no entanto uma mudança significativa noutro âmbito. Na gestão escolar. O ME deixou cair a imposição de que nos orgãos de gestão executiva teriam que estar professores titulares. Essa obrigatoriedade condicionava que o poder executivo fosse exercido por professores.

Ao eliminar essa imposição  limitante o ME prepara-se para brevemente legislar no sentido de abrir a gestão escolar a qualquer outro profissional.

 

 

publicado por Paulo às 00:27
link do post | favorito
Quarta-feira, 4 de Outubro de 2006

Sem ideias para escrever um post

Nada para fazer! Passeio pela internet. Entro no site do Público e descubro isto. Uma frase fica gravada.

"Apenas percebi que não estavam contentes, não sei porquê"

Parei de ler, irritado, e liguei a televisão.

Só publicidade. Lá estava outra vez o anúncio com aquela frase machista.

" Explica-me outra vez como se eu fosse muito burra"

Está visto! Vale mais desistir. Nem na net  nem na televisão aparece nada interessante.

Nenhuma palavra inspiradora.

publicado por Paulo às 00:01
link do post | favorito
Segunda-feira, 2 de Outubro de 2006

Afinal havia outra....

Desde que começou a ser discutida a revisão do Estatuto da Carreira Docente, se ouviu por parte dos responsáveis políticos que era necessário diminuir o absentismo dos professores e que não era admissivel que os alunos ficassem sem aulas. Para evitar que os alunos ficassem prejudicados avançaram com a proposta do máximo de 3% de faltas à componente lectiva. Era um argumento que colhia simpatia fora da classe docente e até entre alguns professores.

Sempre achei que a justificação não era muito clara. Embora alguns professores faltem muito, e isso é sempre muito prejudicial para os alunos envolvidos, criando-lhes graves problemas, a verdade é que a maior parte dos professores falta pouco ou até nem falta. Existiam outras formas de resolver esse problema.

Afinal havia outra....razão!

Este fim de semana descobriu-se o verdadeiro motivo. Não tem qualquer relação com o número de aulas perdidos pelos alunos.

No jornal Sol de 30 de Setembro vem uma citação de Jorge Pedreira, Secretário de Estado da Educação.

“Quando um trabalhador tira um dia de férias, não o volta a gozar. Já os professores, estando as escolas paradas em Agosto, acabam por gozar ambos. Tem de haver limites”

Afinal é apenas uma questão de alguém andar a gozar dias de férias a mais.

Gostaria que o senhor Secretáriode Estado me esclarecesse melhor.

Conhece alguém que tenha gozado dias de férias a mais?

Então deveria "castigar" quem permitiu tal.

Quem é que autoriza as férias?

Se o senhor Secretário de Estado da Educação conhece algum Conselho Executivo que tenha permitido mais férias do que o legalmente previsto, então actue,e não use a bomba atómica para exterminar um mosquito.

publicado por Paulo às 19:21
link do post | favorito

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30