.links

.posts recentes

. A derrota

. Março de 2007. Lembram-se...

. O Estado a que chegámos

. O próximo passo

. Não será um caso de imped...

. O futuro está aí.

. Será que já batemos no fu...

. Uma acção de formação

. Três notas soltas

. Terminar a tarefa

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. (des)informação

. 1º ciclo

. aulas de substituição

. autarquias

. avaliação

. avaliação dos professores

. boatos

. carreira docente

. conselho das escolas

. conselho pedagógico

. dizer bem

. educação para a saúde

. educação sexual

. eduquês

. encarregado de educação

. ensino básico

. ensino secundário

. escola

. escolaridade obrigatória

. exames

. faltas dos professores

. gestão escolar

. horários

. indisciplina

. informática

. josé sócrates

. josé socrates

. manuais escolares

. ministério da educação

. ministra da educação

. política

. políticos

. professores

. programas

. prolongamento do horário

. provas de aferição

. rede escolar

. reuniões intercalares

. sindicatos

. sócrates

. tlebs

. violência nas escolas

. todas as tags

.número de visitas (desde 25/03/06)

Free Website Counter
Free Website Counter
Sábado, 7 de Julho de 2007

Resultados dos exames

Os comentários lidos, vistos e ouvidos na comunicação social nos últimos dias, relacionados com os exames de Física e Química A, Física e Química merecem-me algumas notas.

a) Continua a ser notória confusão de muitos comentadores que misturam estes três exames, não sabendo ao que se estão a referir.

b) Gostaria de conhecer o tão glorificado plano para a matemática responsável por esta subida da média na disciplina

É conhecido um plano para o ensino básico, mas que obviamente não tem relação com estes resultados

No secundário além dos testes nacionais intermédios, não conheço nenhum plano estruturado.

c) O aumento da carga horária de Física e Química A, segundo palavras dos responsáveis ministeriais, vai permitir melhorar a componente experimental e aguarda-se que isso tenha consequências no aproveitamento. A verdade é que no exame não existe qualquer questão que aborde a componente experimental, logo, mantendo-se esta estrutura de exames, não é uma melhor efectivação desta componente nas aulas que conduzirá a melhores resultados.

d) Há por parte dos comentadores generalistas, e de alguns especialistas, como a Sociedade Portuguesa de Física, espanto pelos maus resultados nos exames de Física. Não vejo onde está o espanto. Este exame foi feito apenas por alunos repetentes, alguns deles que já andam há alguns anos para acabar o ensino secundário. Os alunos que se matricularam pela primeira vez no 12 º ano não fizeram exame. Nos próximos anos apenas os alunos que já reprovaram no exame este ano, voltarão a realizar a prova, não sendo de estranhar que os resultados continuem maus ou piorem.

e) Em Química, embora o exame também fosse apenas para alunos repetentes, tal como na Física, dado esta disciplina, para os alunos que completaram o 12º ano até ao ano lectivo anterior, servir para acesso a medicina, houve muitos candidatos à melhoria de classificação, alguns já a frequentarem o 1º ano da universidade, pelo que a média foi mais alta.

publicado por Paulo às 19:50
link do post | favorito
|

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30