.links

.posts recentes

. A derrota

. Março de 2007. Lembram-se...

. O Estado a que chegámos

. O próximo passo

. Não será um caso de imped...

. O futuro está aí.

. Será que já batemos no fu...

. Uma acção de formação

. Três notas soltas

. Terminar a tarefa

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. (des)informação

. 1º ciclo

. aulas de substituição

. autarquias

. avaliação

. avaliação dos professores

. boatos

. carreira docente

. conselho das escolas

. conselho pedagógico

. dizer bem

. educação para a saúde

. educação sexual

. eduquês

. encarregado de educação

. ensino básico

. ensino secundário

. escola

. escolaridade obrigatória

. exames

. faltas dos professores

. gestão escolar

. horários

. indisciplina

. informática

. josé sócrates

. josé socrates

. manuais escolares

. ministério da educação

. ministra da educação

. política

. políticos

. professores

. programas

. prolongamento do horário

. provas de aferição

. rede escolar

. reuniões intercalares

. sindicatos

. sócrates

. tlebs

. violência nas escolas

. todas as tags

.número de visitas (desde 25/03/06)

Free Website Counter
Free Website Counter
Quarta-feira, 14 de Março de 2007

Ainda os exames de 2006

Hoje, na Comissão Parlamentar de Educação, voltou a falar-se dos exames de 2006. Mais uma vez as justificações da senhora Ministra da Educação não convencem. Cada vez que tenta justificar a decisão tomada, os argumentos utilizados são mais estranhos. Hoje disse que evitou que 5000 alunos não entrassem no Ensino Superior.

Deveria dizer, "aqueles" 5000 mil alunos. Outros entrariam em vez desses e não teria sido criada a situação injusta que se viveu.

As vagas nunca ficariam por preencher, até porque se não fossem ocupadas na 1ª fase, esses mesmos alunos, que segundo a senhora Ministra não teriam podido entar, ( e tal só aconteceria se tivessem classificação inferior ao mínimo exigido), poderiam sempre fazê-lo na 2ª fase de candidaturas.

Continua por explicar a decisão tomada.

 

publicado por Paulo às 22:47
link do post | favorito
|

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30