.links

.posts recentes

. A derrota

. Março de 2007. Lembram-se...

. O Estado a que chegámos

. O próximo passo

. Não será um caso de imped...

. O futuro está aí.

. Será que já batemos no fu...

. Uma acção de formação

. Três notas soltas

. Terminar a tarefa

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. (des)informação

. 1º ciclo

. aulas de substituição

. autarquias

. avaliação

. avaliação dos professores

. boatos

. carreira docente

. conselho das escolas

. conselho pedagógico

. dizer bem

. educação para a saúde

. educação sexual

. eduquês

. encarregado de educação

. ensino básico

. ensino secundário

. escola

. escolaridade obrigatória

. exames

. faltas dos professores

. gestão escolar

. horários

. indisciplina

. informática

. josé sócrates

. josé socrates

. manuais escolares

. ministério da educação

. ministra da educação

. política

. políticos

. professores

. programas

. prolongamento do horário

. provas de aferição

. rede escolar

. reuniões intercalares

. sindicatos

. sócrates

. tlebs

. violência nas escolas

. todas as tags

.número de visitas (desde 25/03/06)

Free Website Counter
Free Website Counter
Sábado, 3 de Fevereiro de 2007

Suspensão da TLEBS (2)

Esta questão da TLEBS que não seria suspensa, que depois ia ser suspensa em Fevereiro, para ser suspensa, apesar dos erros que contém, apenas no final do ano lectivo, por uma portaria a publicar em Fevereiro, e que os alunos do 12º ano terão que estudar para reponderem em exame, apesar de ter erros, e ter sido anunciado  em Janeiro o anuncio da suspensão a ser feita em Fevereiro, para suspender a TLEBS em Junho....

Pois claro. Não é para perceber!

Tivesse a prova de Português carácter específico para um daqueles cursos em que o número de candidatos excede largamente o número de vagas, ( como por exemplo Medicina), e não dúvido que no próximo ano teríamos os tribunais a analisar casos de recursos em relação aos conteúdos da prova.

Seria mais uma embrulhada desta equipa governativa. Desta vez, apesar da "trapalhada", é muito provável que passe incólume, tendo como grandes vítimas as cobaias do ensino básico onde "esta coisa" foi testada.

tags: ,
publicado por Paulo às 18:08
link do post | favorito
|

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30