.links

.posts recentes

. A derrota

. Março de 2007. Lembram-se...

. O Estado a que chegámos

. O próximo passo

. Não será um caso de imped...

. O futuro está aí.

. Será que já batemos no fu...

. Uma acção de formação

. Três notas soltas

. Terminar a tarefa

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. (des)informação

. 1º ciclo

. aulas de substituição

. autarquias

. avaliação

. avaliação dos professores

. boatos

. carreira docente

. conselho das escolas

. conselho pedagógico

. dizer bem

. educação para a saúde

. educação sexual

. eduquês

. encarregado de educação

. ensino básico

. ensino secundário

. escola

. escolaridade obrigatória

. exames

. faltas dos professores

. gestão escolar

. horários

. indisciplina

. informática

. josé sócrates

. josé socrates

. manuais escolares

. ministério da educação

. ministra da educação

. política

. políticos

. professores

. programas

. prolongamento do horário

. provas de aferição

. rede escolar

. reuniões intercalares

. sindicatos

. sócrates

. tlebs

. violência nas escolas

. todas as tags

.número de visitas (desde 25/03/06)

Free Website Counter
Free Website Counter
Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2007

Prémio Nacional de Professores

Esta iniciativa do Minstério da Educação terá os seus apioantes e os seus críticos. Tenho sempre muitas reservas quando se tenta encontrar " o melhor" seja em em que actividade for, pelas injustiças que inevitavelmente acarreta, e penso que neste caso irão surgir bastantes fricções quando as escolas começarem a propor nomes. Não assumo, no entanto,a posição de ser  contra este prémio, na perspectiva daquilo que ele pretende premiar. Acho que devo aguardar os primeiros resultados e efeitos que produzirá nas escolas . Não tendo grandes expectativas, também não digo que não presta. Fico a aguardar.

A minha posição crítica refere-se aos elementos do júri.

A sua constituição é absurda,e talvez seja o espelho que permite verificar quem são as pessoas que decidem os rumos da educação.

O prémio destina-se aos educadores de infância, professores dos 1º , 2º e 3º ciclos e ensino secundário. O júri é constituído por dois licenciados em medicina, sendo um psiquitara e uma professora e investigadora universitária, um reitor universitário, uma professora universitária, que há muitos ano leccionou no secundário, um ex-ministro da educação e professor universitário, um director de uma escola privada, duas professoras que leccionaram no 1º ciclo, não sendo claro  no curriculo apresentado no sitio do ME há quanto tempo deixaram de o fazer.

São estas pessoas que vão seleccionar o melhor professor ou educador de Portugal. Não há como chamar para estes cargos quem na realidade percebe e conhece do assunto.

tags:
publicado por Paulo às 17:30
link do post | favorito
|

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30