.links

.posts recentes

. A derrota

. Março de 2007. Lembram-se...

. O Estado a que chegámos

. O próximo passo

. Não será um caso de imped...

. O futuro está aí.

. Será que já batemos no fu...

. Uma acção de formação

. Três notas soltas

. Terminar a tarefa

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. (des)informação

. 1º ciclo

. aulas de substituição

. autarquias

. avaliação

. avaliação dos professores

. boatos

. carreira docente

. conselho das escolas

. conselho pedagógico

. dizer bem

. educação para a saúde

. educação sexual

. eduquês

. encarregado de educação

. ensino básico

. ensino secundário

. escola

. escolaridade obrigatória

. exames

. faltas dos professores

. gestão escolar

. horários

. indisciplina

. informática

. josé sócrates

. josé socrates

. manuais escolares

. ministério da educação

. ministra da educação

. política

. políticos

. professores

. programas

. prolongamento do horário

. provas de aferição

. rede escolar

. reuniões intercalares

. sindicatos

. sócrates

. tlebs

. violência nas escolas

. todas as tags

.número de visitas (desde 25/03/06)

Free Website Counter
Free Website Counter
Terça-feira, 17 de Outubro de 2006

Negociação???

Hoje ouvi duas frases:

“A greve não faz sentido porque se está em processo de negociação” – Ministra da Educação

“Não houve nem haverá modificações em relação a questões fundamentais” –Secretário de Estado Jorge Pedreira.

Então que negociação é esta?

Como é óbvio existe greve por causa das questões fundamentais e não das acessórias.

publicado por Paulo às 22:25
link do post | favorito
|
2 comentários:
De cterra a 19 de Outubro de 2006 às 00:28
Tenho 24 anos de serviço. Já ocupei todos os cargos possíveis numa escola e sempre tive em conta a ética e deontologia profissional. Não entendo como um governo pode preparar um documento tão armadilhado como o novo estatuto da carreira docente. É chocante!!!!
Concordo há muito com uma avaliação séria mas os critérios que o ME quer impor são inimagináveis?
Como controlo o abandono escolar?
Não posso adoecer, ter um acidente, um cancro????
Como pode isto influir nas condições à progressão?
E as quotas? Os excelentes são excelentes e não progridem por falta de vaga?
Quem elaborou isto nada percebe de educação!!!
As escolas estão num clima péssimo o que só pode ser mau para os alunos!
De blogdoscaloiros a 24 de Outubro de 2006 às 15:54
É evidente

Comentar post

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30