.links

.posts recentes

. A derrota

. Março de 2007. Lembram-se...

. O Estado a que chegámos

. O próximo passo

. Não será um caso de imped...

. O futuro está aí.

. Será que já batemos no fu...

. Uma acção de formação

. Três notas soltas

. Terminar a tarefa

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

.tags

. (des)informação

. 1º ciclo

. aulas de substituição

. autarquias

. avaliação

. avaliação dos professores

. boatos

. carreira docente

. conselho das escolas

. conselho pedagógico

. dizer bem

. educação para a saúde

. educação sexual

. eduquês

. encarregado de educação

. ensino básico

. ensino secundário

. escola

. escolaridade obrigatória

. exames

. faltas dos professores

. gestão escolar

. horários

. indisciplina

. informática

. josé sócrates

. josé socrates

. manuais escolares

. ministério da educação

. ministra da educação

. política

. políticos

. professores

. programas

. prolongamento do horário

. provas de aferição

. rede escolar

. reuniões intercalares

. sindicatos

. sócrates

. tlebs

. violência nas escolas

. todas as tags

.número de visitas (desde 25/03/06)

Free Website Counter
Free Website Counter
Terça-feira, 18 de Julho de 2006

A política do facto consumado

Imaginemos que dou um teste e que os alunos acham que há algumas questões mal elaboradas que os conduziram a maus resultados. Eu digo-lhes que não, vou argumentando com a negação das suas afirmações sem me justificar, e depois, digo-lhes que após o final do ano lectivo, quando já tudo estiver terminado estou disposto a discutir e a analisar as reclamções.

Ridículo, não é verdade?

Pois o PS decidiu, (acabei de ouvir no Fórum da TSF da boca de uma deputada deste partido), que a senhora Ministra da Educação vai ao parlamento justificar a sua actuação relativamente à repetição dos exames, quando todo o processo estiver terminado.

Nesse momento tudo estará finalizado, os que foram beneficiados calar-se-ão e apenas os outros, já em menor número, protestarão, mas já sem poder reivindicativo.

Metodologia primorosa do ponto de vista de fuga às responsabilidades políticas, mas deplorável do ponto de vista do respeito pelos direitos dos cidadãos.

publicado por Paulo às 11:28
link do post | favorito
|

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30